Talvez o amor esteja na rua ao lado


A gente procura o amor em tantos lugares, ruas, padarias, lanchonetes, esperamos esbarrar em alguém na biblioteca, levantar, os olhos se encontrarem e então eis o amor. Ideias romanceadas que nos rodeiam em muitos momentos. Nem sempre as coisas saem exatamente assim, não é verdade?

Na época da tecnologia e do mundo globalizado, recorremos aos aplicativos, baixamos, usamos e deslizamos. A cada nova foto, uma nova possibilidade e como quem busca algo que não se encontra, seguimos.

Para muita gente dá certo, muitas histórias de amor já saíram de lá. Muitos momentos intensos foram fruto dessas experiências ousadas e muito válidas, afinal acreditem, nunca se sabe onde você vai encontrar o amor da sua vida, - mas se eu pudesse te da uma dica: começa pelo espelho, é infalível -.

Mesmo não sabendo onde vamos encontrar o amor, eu tive a sorte de encontrá-lo na rua ao lado. Estava mais perto do que eu imaginava. Tem cheiro de afeto, um riso tímido que afaga, e um coração lindo, que tenho chamado de casa.

Talvez o amor esteja na rua ao lado, talvez você só esteja distraído, não esteja percebendo os sinais. E às vezes da medo, como se a gente não merecesse tamanha felicidade.

Estou indo, mesmo com medo. Sempre gostei da ideia de vida a dois, cumplicidade. E embora recente, seu amor me faz sonhar. Me faz pensar em dias melhores, compartilhados, unidos, entrelaçados.

Foi inesperado. Quase que por acaso. Foi o que muitos dizem que não pode ser. Mas tem sido real, tem tido afeto, que cá entre nós é revolucionário. Somos o início, a semente, um fruto, somos um, mas também somos dois. Dois mundos que resolveram caminhar lado a lado.

Seus olhos me contam histórias, sua boca me leva a mundos desconhecidos, seu abraço me afaga, e sinto vontade de nele fazer morada. Seu toque me arrepia, você as vezes me desconcerta, então me reinvento, me refaço. É engraçado, seu amor me da vida, como há muito tempo eu havia esperado.

Eu não sei o de vocês, mas tive a sorte de encontrar o meu amor, na rua ao lado.

Joanderson Oliveira

Comentários