Porque amor é amor de qualquer jeito



Talvez em um dia despretensioso alguém que você ama muito te chamou para conversar e abrir o coração sobre um segredo até então guardado a sete chaves, uma conversa assim por longe e cheia de cuidados, tudo para lhe contar que amava de forma diferente.

Diferente? Você pode ter se perguntado. Diferente sim, errado não. Apenas único, singular, como todo amor deve ser.

Talvez tenha sido uma surpresa, talvez você até já esperasse por ouvir aquele relato, confirmação, afirmação.

Talvez você concorde, talvez não. Independente do "talvez" que você se encaixe, a falta de respeito, nem de longe é uma opção.

E o meu pedido a você é que apenas ame essa pessoa, ela não precisa dos seus preceitos, das suas crenças, da sua forma de ver, de enxergar a vida. Ela não precisa ouvir o que diz a sua religião, sua religião proíbe você de fazer isso ou aquilo. É loucura querer impor a outro o que você tem como convicção.

Na retorica do amor não existem brechas ou espaços para esses moldes do tipo: "você pode namorar a Maria, não o João", na retorica do amor e dos bons afetos só cabe que o amor é sobre estar com quem nos faz bem, e ai pode ser a Maria ou João.

Talvez você não consiga entender, mas perceba que amor é sobre afeto e não sobre definição, amor é sobre estar feliz, realizado e não sobre agradar, se ajustar, diminuir o próprio mundo para caber no dos outros.

Talvez seu filho, seu irmão, amigo, parente, etc... tenha lhe chamado, conversado e dito que é gay (lésbica e afins...), o meu pedido a você é que o ame, ele não precisa de uma cura, ou de um surra para aprender a ser homem, como berram os "donos da verdade" do alto dos seus pedestais. Ele precisa do seu amor, do seu apoio e do seu respeito.

Hoje é 28 de junho de 2017 dia do orgulho LGBTI, eu tomarei a liberdade de dizer que hoje é 28 de junho de 2017, dia de celebrar e se orgulhar do amor, que é real e existe em todas as cores.

Um brinde ao amor, que não se prende a preconceitos, formas, ou padrões. O amor apenas é, queira você ou não.

Espero que sejamos mais humanos, que amemos mais, que sejamos mais respeitosos e menos egoístas de achar que apenas uma forma de amar é correta, é aceitável.

Errado é encher o coração de sentimentos que causam dano ao próximo. No mais, amar é sempre certo, é o que nos mantém vivos.

O outro ama diferente de você, sim, ama. E daí?

Viva o amor... 

Joanderson Oliveira