É loucura querer empurrar o amor goela abaixo


Tens um sorriso maravilho, um abraço que afaga, e uma doçura no falar que encanta o mais simples dos mortais, e mãos, que por Deus, parecem fazer milagres, uma leveza no ser, como há muito tempo não via.

E embora pareça loucura, a verdade é que não deu certo. Tínhamos tudo para ser o mais belo casal, alá Hollywood, não, eles não, clichês demais. O fato é que como todo mundo dizia, tínhamos sido feito um pro outro.

E durante muito tempo eu me agarrei a isso, a essa ideia de que éramos perfeitos, sua companhia sempre foi boa, divertida, envolvente. Mas, - Deus sabe que sempre tem um mas - faltava algo.

Quando juntos o nosso beijo não despertava em mim aquela loucura, sabe? Não tínhamos liga, faltava química, física, matemática?, eu não sei. E é difícil dizer isso, porque a gente vive esperando alguém aparecer, imagina como aquela pessoa será, e quando ela aparece, o coração resolve que não tá afim, não quer, obrigado.

E embora a gente insista, é loucura querer empurrar o amor goela abaixo. O máximo que você vai conseguir é se ferir, ou pior que isso, ferir alguém que apenas quer te dar amor. O amor deixa marcas, isso sempre esteve muito claro para mim, boas e ruins, depende do ponto de vista e de até onde o deixamos ir.

Não, não fica se culpando, achando que não és uma boa pessoa, ou que as coisas sempre dão errado pra ti, perdi as contas das vezes que isso aconteceu comigo, "você é o namorado perfeito", "você é o namorado que eu sempre sonhei", e mesmo assim isso não impedia que essas pessoas fossem embora, e eu não entendia, isso, até hoje, até agora.

Amor não é escolha, é sorte. Mesmo que você discorde de mim, amor é sorte, sorte. E um dia você vai entender o que eu digo.

A verdade é que eu te recomendaria, e diria ao seu novo/futuro amor que ele não sabe a sorte que tem, de enfim ter encontrado alguém tão singular no meio de tantos plurais. Que eu desejo mesmo que o coração dele seja abrigo para uma alma tão linda e cheia de amor, o meu não conseguiu, foi fraco, covarde.

Desculpe, acho que lhe frustei, você me idealizou perfeito, e esqueceu que eu não passo de carne, defeitos, defeitos, muitos defeitos, (eu já disse defeitos?).

Este texto é para que saibas que és incrível, e que não importa quantos amores não deram certo, cada amor errado é um degrau a mais perto do amor "certo". (Sim, coloquei entre aspas porque não gosto muito desse ideal de pessoa certa, que fique claro).

Às vezes o amor acontece, às vezes não. Tentamos, regamos... enfim, a vida segue!

Espero que não me odeie, daqui estarei lhe desejando muito amor, e bons sentimentos. Espero um dia encontrar alguém que meu coração abrace, - Deus sabe que ele anda bem chato, e um tanto quanto exigente -.

Fui embora, e te deixei ir porque o amor só faz sentido quando é sinônimo de liberdade. E o nosso sempre foi. Por isso seguimos, sem pesos desnecessários. 

Joanderson Oliveira