Eu queria não me perder na poesia do teu corpo, mas me perco


Eu queria parar de olhar a tua foto, de gastar (ou melhor, ganhar) horas do meu dia com você no meu pensamento, de me perder nos traços que formam o desenho do teu sorriso.

Eu queria não ir dormi pensando nas conversas que tivemos e acordar com teu nome pulsando dentro do peito.

Tantas músicas te trazem para perto de mim, sou capaz de sentir teu cheiro no ar, mas em pouco tempo o vento te arrasta para longe, me lembrando que não importa o quanto você ame uma pessoa, se não for recíproco esse amor será apenas seu, aprender a lidar com isso é maturidade.

Mas o que a gente faz quando o coração é teimoso? O que a gente faz se ao sinal de qualquer notificação no celular meu coração vibra desejando que seu nome venha junto?

Eu que sou todo excessos, nem sempre sei controlar essa montanha de sentimentos, que vivem em mim e que me dão identidade, que me dizem quem sou e que me ensinam a cada dia que amor é quando transborda, porque no amor não cabem os receios, porque quando é amor a gente vai com medo mesmo.

Tenho escrito tantas coisas e nelas tem mais sobre você do que sobre mim, o papel serve de consolo e minhas palavras saem como desabafo, desabafo de um coração que não sabe o que fazer com esse derramar de sentimentos, então ele se doa e transforma tudo em palavras, na esperança que elas voem, voem e sigam seu destino sem pesos desnecessários.

Eu queria que você estivesse aqui, que fizéssemos viagens juntos por lugares inusitados ou mesmo apenas uma ida ao supermercado, eu queria momentos, histórias, horas e segundos.

Eu queria ser o seu porto seguro, seu abraço mais querido, a notificação mais esperada, o contato mais discado, o beijo mais apaixonado, eu queria ser o seu príncipe imperfeito - é bom deixar claro -.

Eu queria ser para você o que ninguém foi ainda, te amar como ninguém jamais amou, quiçá um dia vá amar.

A grande e indiscutível verdade é que eu que sou todo excessos dificilmente sou compreendido pelo caos que carrego no peito. É que tentar me entender pela lógica é perca de tempo, sou excessos, só sei sentir. Feche os olhos e veja aquilo que a razão não pode demonstrar, acredite quando digo: sou excessos demais para uma mera razão explicar.

(...)

Eu queria não me perder na poesia do teu corpo, mas me perco...
...perco!

Joanderson Oliveira

_________
Clicando (aqui) você pode ajudar na liberação do meu LIVRO digital! Só precisa curtir! :D