Não me prometa o céu se pretende me tirar o chão


Não me faça promessas que não pretende cumprir, não me arraste para uma ideia de vida a dois que você se quer acredita, não me fale do eterno quando você quer viver apenas o momento.

Não me fale aquilo que eu quero ouvir, as coisas tem que vim de dentro e eu não quero brincar de amar, se você quer apenas o momento me fala, de repente eu também queira e depois the end, vida que segue.

Só não me faz planejar uma vida, sonhar com viagens que nunca acontecerão, momentos a dois que não vão se tornar realidade. Não me deixa bancar o bobo, enquanto você brinca de não-saber-o-que-quer.

Se você não sabe o que quer, tudo bem, mas não me prenda no seu mundo de indecisões. Se não tem pretensão de dividir a panela de brigadeiro, não me diz que vamos dividir a vida.

Não me fala eu te amo, como se fosse um bom dia, sentimento não é cumprimento, e com coisas assim não se brinca.

Se não tem intenção de voar comigo não chegue, se não quer dançar na chuva não diga que gosta do barulho que ela faz, se for para podar meus sonhos nem se aproxima, se não for para somar nem precisa chegar.

Se pretende vim e depois ir embora, fica por ai mesmo onde você está, não me procure se não vai ficar, não me prometa o céu se você não sabe voar.

Entenda que eu gosto de sinceridade, também sei curti momentos, assim como também sei amar, não precisamos de joguinhos, de promessas vazias, de mentiras ditas apenas para agradar.

Mas se quiser desbravar a terra, descobrir o sabor das nuvens (será que são mesmo de algodão?), vem, me dá a mão e vamos, se chover a gente se molha, a gente se entrega e sonha, e deixa o amanhã para depois.

Só não faz teatro, não faz cena... eu sinto muito (e eu não estou me desculpando), eu sinto os sentimentos, as coisas, as pessoas, tudo me afeta muito, tudo me fala bastante, é difícil ser euforia com quem só conhece o talvez, comigo é simples, "-Vamos?, bora, agora e já foi...", não há espaço para dúvidas, mesmo eu sendo a pessoa mais indecisa do mundo, parece contraditório eu sei, mas acredite não é.

Sou a intensidade de um amor que não coloca limites para ser, e eu só peço que você não me prometa o céu se pretende me tirar o chão. 

Joanderson Oliveira