Sonhe colorido


Hoje eu quero rasgar o meu coração, espalhar as coisas boas que trago dentro dele. Aprendi que a vida fica mais bonita se carregamos coisas boas no peito, não é mesmo Dona Clarissa Corrêa?

Não quero desafetos nem sentimentos ruins perpassando o meu peito. Eu sei que a vida as vezes machuca e sei que nem sempre o dia é fácil, mas eu acredito sempre em dias melhores, não ligo se você chamar isso de utopia, na verdade dê o nome que você quiser. Essa é apenas a forma como gosto de encarar a vida.

Por isso rasgo o peito e vou jogando os bons sentimentos que posso. Claro que nem sempre eu acerto. As vezes erro feio. Machuco e termino magoando pessoas. Não sou perfeito, então isso meio que faz parte do percusso.

Talvez o assunto de que falo não desperte muito interesse das pessoas. Algumas andam tão ocupadas e já não tem tempo para mais nada. Mas se eu pudesse te pedir algo, seria: encontre tempo pros bons sentimentos. Onde quer que você esteja, respire e inspire o amor.

É, eu gosto mesmo de falar sobre o amor. Talvez seja pelo meu cansaço de ver tantas notícias fúteis e que em nada me acrescentam. "Fulano colocou silicone!", "Atriz X viajou para Disney", ou então, os bastidores dos reality shows, que em sua maioria (desculpem a generalização) são cheios de futilidades, estranhos que bebem, falam mal um do outro e no final ainda se terá uma recompensa milionária para quem conseguir chegar até o final. E sinceramente isso em nada contribui para minha vida, na verdade até me preocupa com o discurso que é disseminado por esse tipo de entretenimento.

Talvez eu seja mesmo um chato não é mesmo? Mas enfim, sinto falta de um discurso diferente sabe? Se colocar no lugar do outro, ser sensível aos momentos de tristeza do próximo, ser mais humano. Enquanto seres humanos a tal "evolução" parece está nos desumanizando. Não conseguimos lidar com as diferenças, e por não conseguir lidar queremos silencia-las, espalhamos o discurso da "moral e dos bons costumes" e ainda dizemos que é em defesa da família! Certamente não de todas, infelizmente.

Mas não sou pessimista. Aprendi que devemos ser potentes onde nos é possível, e com isso provocar pequenas rupturas nos discursos que vão se perpetuando e se materializando no nosso cotidiano. Por isso falo sobre amor, e espero nunca deixar de falar sobre ele.

Eu acredito mesmo que o amor seja a força mais transformadora do universo. Ele da razão e significado a nossa existência. A nossa forma de ver o outro e de conviver com ele.

Estou cansado de mensagens de ódio, crimes e violência. Sei que não dá para fechar os olhos e viver como se nada tivesse acontecendo. Porém acredito que somos mais do que isso. E que espalhar boas coisas pode dá frutos sim. Me ensinaram que a lei da semeadura é implacável. Por isso sigo tentando espalhar o amor.

Não somos máquinas! Embora estejam nos criando para pensarmos que somos. Nós somos seres humanos, e está na hora de agir como tal.

Abraços, afetos, carinhos são palavras que precisam fazer parte do nosso dia a dia. Afinal como bem disse a Clarissa Corrêa, "o mundo fica mais bonito quando carregamos coisas boas no peito".

Sonhe colorido, porque a vida já anda muito cinza!

Joanderson Oliveira