Florescerá


Sempre me disseram: "Olha não demonstra o que você sente, fulano vai achar que te tem nas mãos e não vai mais se importar com o que você sente, o bom mesmo é bancar  o difícil e guardar seu sentimento, não demonstre, não fale".

Desculpa, mas eu quero que quem me ame, ame aquilo que sou e não um personagem criado para não sentir, para não demonstrar sentimentos. Por isso falo o que sinto sem meias palavras. Falo que amo, que quero, que estou com saudades, que me importo, cuido, me preocupo... e o que mais o meu coração mandar dizer.

E se o outro não valorizar o que eu sinto? E se o outro achar que me tem nas mãos e descuidar de mim?

É bem simples na verdade, será apenas uma prova de que o sentimento não é recíproco, que o amor que vai não é o mesmo que vem. Isso já aconteceu, já quebrei a cara algumas vezes, mas não desisti, tô aqui, de pé... acreditando sempre que se amo eu demonstro, no olhar, na fala, no carinho, no mais simples dos gestos... nem que seja por sinal de fumaça, mas os indícios de carinho e afeto são demonstrados. Se eu te amar você vai saber, vai ver, vai ouvir, você vai sentir.

E se o meu amor não der frutos eu o recolho e o planto em outro lugar, se uma terra não dá frutos eu o planto nem que seja no mar, mas em algum lugar eu sei que florescerá. Não vou fazer teatro para manter alguém. Não vou fingir não sentir o que sinto. Não vou me calar se quero falar.

Amar é lindo. Não ofende, não fere, não agride.

Fui feito para amar e todo dia procuro me lembrar que amor a gente espalha, a gente transmite. O amor é uma espécie de vírus (do bem) que deveria (deve) ser propagado até termos uma epidemia.

O que eu quero é que o meu amor influencie outras pessoas, outros casais, outras vidas.

Não é feio amar. Feio é falar mal do outro, magoar, causar dano. Amar pode ser libertador, quando damos asas ao nosso sentimento ao invés de algemas.

Amo como quero ser amado, planto o que quero colher,  acredito que é assim que tem que ser. Gosto de mensagens de carinho, gestos de afeto, demostrações de amor e eu não sei amar de outra forma.

Sendo assim só posso dizer que vou continuar amando como o meu coração me diz, vou continuar espalhando (ou pelo menos tentando) amor por onde eu passar, um amor que eu sei F-L-O-R-E-S-C-E-R-Á.

Espero que a vida seja um eterno florescer e que as pessoas comecem a desabrochar!

Joanderson Oliveira