Faz de mim teu lar


Me beija e me abraça porque o teu toque está me fazendo falta. Me faz ficar na ponta dos pés para alcançar teus lábios. Segura minha mão e me tranquiliza com o teu olhar. Brinca comigo, me faz rir e de novo me abraça.

Deixa eu me esconder nos teus braços, nos teus afagos, me envolve em teus carinhos. Fica mais um pouco, não vai embora, ainda é tão cedo, tô com saudade do teu cheiro, do teu jeito meigo. Eu te quero tanto, e o meu querer aumenta ainda mais com esse teu olhar de desejo.

Eu só quero que o tempo pare, que você fique, e a gente se beija, se abraça, se entende e se compreende.

Amor meu, te observei dormindo, por um bom tempo... e o meu silêncio naquele momento era apenas minha forma de gritar pro universo para não mexer com você, essa era a minha ideia de que de alguma forma te olhar fosse um meio de te proteger.

Não amor, não acorde, não vá embora.

Você me deixa leve, nosso amor me faz voar e para ser sincero eu amo te amar.

Me fala dos teus gostos, das séries, os livros que gosta, dos seus medos e dos seus anseios. Faz do meu amor morada, do meu coração teu lugar mais secreto. Faz de mim teu lar.

Se você me perguntasse o porque gosto de ti, eu diria: ...estranho seria eu não gostar! Vem, me dá a mão. Olha nos meus olhos e você vai ver o porque amo você.

Disseram que meus olhos andam mais cheios de brilho, isso porque eles não viram como eles ficam quando te vejo. Eu poderia passar horas te olhando até te deixar sem graça...

Ontem assisti aquele filme que você me falou, o Ironias do Amor, e uma frase dita por um dos personagens me marcou, ele disse que: "Se tiver muita sorte, vai conhecer a pessoa que dividirá sua vida, em o tempo antes dela, e o tempo depois dela".

Talvez você não tenha se dado conta mas minha vida está dividida. Amigos comentam, pessoas falam que estou diferente, que ando mais sorridente, que o brilho dos meus olhos deve ter nome, endereço, facebook, WatsApp...

Sim, houve um tempo antes de você, e está acontecendo um tempo depois da sua chegada... Vejo mais cores, mais flores, mais abraço, mais amor. Vejo você onde quer que eu vou.

Estranho meu amor, seria eu não amar você!
Como diria Nando Reis, "estranho seria se eu não me apaixonasse por você"!

[Blá, blá, blá...]

Joanderson Oliveira