Não vou me modernizar


Amores modernos: começo, e-mail e fim.
-Pedro Gabriel, Eu me chamo Antônio

Acho declarações em redes sociais algo bonito, de um romântico clichê do tipo Roupa Nova, "[...] eu te amo e vou gritar para todo mundo ouvir (ler)."

Okay, até ai tudo bem, tudo certo. Mas já faz uns dias também que ando me perguntando até que ponto esse amor todo vai e o quanto ele persiste pelo outro.

Em menos de quatro meses vi a mesma pessoa amar de forma intensa e arrebatadora (pelo menos era o que parecia nas suas palavras) três pessoas diferentes.

E a minha pergunta é: Como você consegue? Qual o segredo?

Não duvido dos sentimentos de ninguém, não estou dentro do outro nem sou o outro para saber o que ele sente ou não, mas preciso dizer que isso me causa um certo estranhamento.

Eu não sei amar dessa maneira, para mim o amor leva tempo, é fruto de uma construção a dois, não acontece do nada, sou romântico sim, mas não acredito em amor a primeira vista, só amamos de verdade uma pessoa quando conhecemos o avesso dela e mesmo assim temos certeza que não existe nem uma outra pessoa que possa ocupar seu lugar, você passa a enxergar todos os defeitos nitidamente e mesmo assim fica, o amor não tem que ser perfeito, ele tem que ser de verdade, ele tem que ser intenso, ele aguenta os furacões e suporta as tempestades, porque amor, amor de verdade não é descartável.

As pessoas às vezes tem uma necessidade tão grande de expor o que "sente" que esquecem de sentir de fato, de sair da superfície das coisas e mergulhar no outro, sem medo, sem receios, porque amor também é entrega.

Status de redes sociais não certificam o amor de ninguém, lá todo mundo ama, é fiel e não suporta mentiras, as redes sociais superam os contos de fadas, elas retocam tanto a realidade que tudo fica mais que perfeito, verdadeiro e intenso, mas essas pessoas estão esquecendo que o amor se revela nas atitudes, na forma como trato o outro, como olho para ele, o carinho no mais simples dos gestos, no dizer que ama mesmo estando em silêncio, é o tipo de coisa que aflora a pele, escapa os poros  e palavras faltam para descrever.

E você pode dizer mas o que tem de mais em postar algo para a pessoa amada? E eu respondo, não há nada de errado, absolutamente nada, eu já postei e acho muito bonito, só quero que você viva esse amor todo, porque se em palavras o amor já é bonito, você não tem noção do que é sentir ele correndo pelas veias, é uma sensação indescritível! Declare seu amor, grite se preciso for, mas grite aquilo que vem de dentro, porque quando as coisas vem de dentro do peito, do fundo do coração tudo passa a ter sentido.  

Talvez a minha visão seja muito antiga, os tempos sejam outros e o que importa nos dias atuais sejam as curtidas que se ganha por ai, nesse caso, prefiro não me modernizar, gosto do amor antigo, gosto que se importem comigo, que me queiram bem, que me faça cafuné, massagem, carinho, ficar de rosto colado, passar um tempo abraçado... coisas simples, mais que sejam nossa, nem tudo precisa ser divulgado, antes importa que seja vivido.

Joanderson Oliveira