Espalhe que o amor não é banal


Espalhe que o amor não é banal.
E que, embora estejam distorcendo
o sentido verdadeiro dele nos tempos modernos de hoje,
ele existe e é o ingrediente mais importante da vida,
a própria poção mágica da felicidade.
Mário Quintana

Há quem diga que o amor é uma escolha... que podemos escolher quem vamos amar ou não.

Eu discordo. O amor acontece quando menos esperamos... e não há uma explicação muito lógica que explique porque ao ver a pessoa amada nosso coração acelera, perdemos a fala, ficamos estupefatos. (Isso acontece comigo rss)

São coisas que sentimos e que não da para controlar. Às vezes nem queremos sentir, mas mesmo assim sentimos.

O amor não se prende a preconceitos, não cria estereótipos ou padrões... ele acontece, nos toca, nos envolve. Amar é quebrar todas as regras, é ver sentido onde aparentemente não se tem, é compreender o que muitas vezes não dá para ser compreendido. O amor é o maior e mais nobre de todos os sentimentos.

Amar é uma dádiva, ser amado é um presente! E amar e ser amado ao mesmo tempo é a maior de todas as conquistas.

Se engana quem acha que dinheiro, pode comprar o amor, não, não compra! O amor se conquista, acontece no dia a dia, na troca de olhares, nos sorrisos que tanto falam, no cuidado desinteressado.

Amar é se entregar aos sentimentos e se permitir viver as maravilhas do amor... eu sei que muitas vezes ele dói, que nem sempre ele dá certo, eu sei, eu sei! Mas não podemos desistir de amar...

Espalhe que o amor não é banal, porque de fato ele não é!

A vida é feita de encontros e desencontros, não permita que os desencontros impeçam você de se permitir amar. Lembre-se que o amor é uma tentativa constante, que não se tem receitas nem fórmulas. É preciso sentir...

Ame! (e seja amado)...

Joanderson Oliveira