Coisas que são só minhas


Tenho algumas coisas que são só minhas.
Coisas que poucos entenderiam. Então 'guardo para mim'.

Afinal curiosos existem muitos. Mas pessoas que realmente se importam com a gente, com os nossos sentimentos são raras. Por isso valorize-as. Cuide. Se importe.

Tenho coisas tão minhas, mas tão minhas, que até eu mesmo desconheço. O tempo vai passando, a gente vai mudando (ainda bem) e vai se (re) descobrindo.

Hoje olho para mim e percebo o quanto mudei e o quanto ainda preciso mudar. Quantas coisas sobre mim tenho descoberto com o passar do tempo, o amadurecimento e algumas mudanças que vieram. E é bom que seja assim, mudar é preciso. Se descobrir no meio das mudanças é essencial.

Porque a gente as vezes acha que se conhece e de repente percebemos que precisamos ter uma relação mais íntima conosco. Se conhecer de fato. Digo isso, porque você já percebeu como na primeira ofensa que alguém nos diz, trememos na base, perdemos o controle, enfim... nos incomodamos!?

Mas quando a gente sabe de fato quem é, o que os outros acham ou falam ao nosso respeito, é apenas isso. Algo que eles acham! Não nos afeta, porque sabemos exatamente quem somos. Como diz o Armandinho na tirinha abaixo, "somos nós quem decidimos o que nos ofende".

Créditos da imagem: Armandinho
Fugi um pouco do assunto inicial não é?! (rss) vamos voltar. Como estava dizendo o fato é que trago coisas que são só minhas, que não da para dividir com qualquer pessoa, talvez ela não tenha sensibilidade suficiente para me compreender, porque eu sou do tipo de pessoa que dificilmente serei compreendido pela lógica, é preciso sentir, olhar nos olhos, ler as entrelinhas, compreender o que está por traz do meu olhar. Daquilo que embora eu não tenho dito em palavras, com certeza eu falei de outras maneiras.

Silêncio também fala! Acredite! Assim como o olhar, as ações... e por ai vai.

Enfim, nem tudo deve ser dito, divulgado. Guarde. Tenha coisas suas. Eu faço isso. Não por maldade, mas por proteção.

Joanderson Oliveira